Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > CMTU prorroga prazo de vistoria do transporte escolar até o final de fevereiro
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

CMTU prorroga prazo de vistoria do transporte escolar até o final de fevereiro

Até o dia 28 do próximo mês, todos os 130 veículos da frota precisam ser submetidos à inspeção obrigatória

  • Escrito por Assessoria de Imprensa - CMTU

editada 2A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) prorrogou até o dia 28 de fevereiro o prazo de vistoria do transporte escolar em Londrina. A medida foi tomada porque somente 52 dos 130 veículos autorizados a operar o serviço foram submetidos à inspeção obrigatória dentro do período normal, vencido nesta quarta-feira (31).

Na avaliação do coordenador de Transporte Comercial da CMTU, José Carlos da Silva, a baixa adesão pode ser atribuída à época de início de ano, quando muitas pessoas saem de férias e vão para outras cidades. Outro fator que pode ter influenciado são as contas tradicionais de janeiro. “Nesse mês há o IPVA, o seguro obrigatório dos carros, tem também o material escolar e o uniforme das crianças. Tudo isso faz com que os transportadores elenquem os gastos prioritários”, frisou.

Silva citou ainda que alguns condutores aguardam a resolução de um projeto que tramita na Câmara Municipal para alteração do tempo de uso desses veículos, de 10 para 15 anos. "Acredito que o resultado sairá até final de fevereiro", completou.

O coordenador explicou que, apesar da extensão do prazo, os veículos flagrados sem estar com a documentação de vistoria em dia podem receber as sanções previstas em lei. “A legislação é clara sobre a proibição de trabalhar com a licença vencida”, afirmou.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), efetuar o transporte de escolares sem que a van ou o micro-ônibus tenha passado pela inspeção obrigatória é infração de natureza grave, com perda de 5 pontos na carteira de habilitação e multa no valor de R$195,23. Já pelo decreto municipal nº 949/2008, que regulamenta a atividade no município, o valor da autuação varia entre R$198,50 e R$997,06.

Para agendar a vistoria e, assim, evitar problemas com a fiscalização, os condutores podem entrar em contato com a CMTU para solicitar a guia de pagamento das taxas. Os valores somam R$324,86, sendo R$258,90 relativos ao novo alvará, R$43,98 da taxa de vistoria e R$21,98 correspondentes à impressão da carteira de condutor. O boleto pode ser recebido pessoalmente ou por e-mail, mediante solicitação prévia pelos números 3379-7966 ou 3379-7973.

Foto: Divulgação

Registrado em:
Fim do conteúdo da página